PROPRIETÁRIOS JÁ PODEM IMPRIMIR CRLV SEM SAIR DE CASA

PROPRIETÁRIOS JÁ PODEM IMPRIMIR CRLV SEM SAIR DE CASA

Certificado de registro e licenciamento de veículo pode ser impresso a partir do Portal de Serviços do Denatran ou do aplicativo Carteira Digital de Trânsito

 Por Gian Calabrese 

 

Em nota, a empresa pública Serpro (Serviço Federal de Processamento de Dados) anunciou que a partir de hoje, 8, os proprietários de veículos de São Paulo, como já acontece em mais 18 estados e no Distrito Federal, também podem imprimir o documento veicular de suas próprias casas.

O CRLV 100% digital tem a autenticidade da impressão garantida por um QR Code, que pode ser apresentado e consultado pelos agentes de trânsito em uma eventual fiscalização.

O documento pode ser impresso a partir do Portal de Serviços do Denatran ou do aplicativo Carteira Digital de Trânsito (CDT). Para emitir o documento eletrônico, é necessário que o proprietário esteja quite com as obrigações e débitos do veículo junto aos órgãos de trânsito.

100% digital, o serviço também já é realidade para os condutores do Acre, Amazonas, Amapá, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pernambuco, Piauí, Paraná, Rondônia, Roraima, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Tocantins, além do Distrito Federal.

Antes do prazo

De acordo com a Deliberação nº 180/2019 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), a data limite para que todos os Detrans do país disponibilizassem a opção de impressão do CRLV aos proprietários de veículos é 30 de junho de 2020. "Devido a resposta que os estados precisam dar à situação causada pelo Covid-19, o Serpro antecipou a integração com os sistemas dos Detrans para que seja possível oferecer essa opção ao cidadão”, ressaltou o gestor da CDT no Serpro, Isidro Santos.

Com a determinação do Contran, agora, além de ter a facilidade de portar a versão digital do CRLV no celular pelo aplicativo CDT, o proprietário do veículo também pode imprimir o documento a qualquer momento e quantas vezes for necessário, sem se preocupar com perdas, roubo ou deterioração do documento. No entanto, é importante que a impressão seja feita com qualidade, com o QR Code legível. Os condutores também poderão salvar o documento no celular, caso não tenham o aplicativo CDT.

Garantindo a leitura

Se o próprio usuário quiser checar se a qualidade da sua impressão permite uma fácil leitura do QR Code, basta baixar o aplicativo VIO , disponível gratuitamente nas lojas Google Play ou App Store. O Vio é o mesmo aplicativo utilizado pelas autoridades de fiscalização de trânsito. Basta fazer a leitura do QR Code localizado ao lado do código Renavam do documento.


Fonte:
Equipe MOTO.com.br